Friday, 28 June 2013

Leituras

Tenho me esquecido de partilhar aqui a minha leitura preferida durante a gravidez: a Rosa emprestou-me este livro quando veio cá em Abril.
É de leitura fácil e rápida, numa linguagem muito descomplicada, e cheira-me que vou voltar a lê-lo depois da Maria nascer.
O jeitoso não ficou muito fã - achou que a autora repetia-se muito e que foca-se demasiado nos aspectos negativos na gravidez, parto e pós-parto e tudo o que pode ocorrer de errado.
Já eu, mãe de primeira viagem, adorei o livro. Comecei por me emocionar e chorar logo nas primeiras páginas com a descrição de um parto. E achei preciosa a informação ali contida. Embora alguns conselhos sejam do senso comum, gostei de ficar a par de eventuais situações e complicações que podem surgir. Mais importante, ela apresenta sempre solução para cada uma.


30ª semana

Wowww... Só faltam 10 semanas!! E, ao dizer isto, sou assolada por um misto de alegria, receio e ansiedade.
Porque estamos perto de conhecer a nossa Princesa, de tê-la nos braços e de poder ficar a contemplá-la a dormir; porque vamos ser responsáveis por um ser humano tão pequenino e tão dependente de nós; e porque esperamos estar à altura das mudanças e desafios que nos aguardam.
Entretanto, fui fazer hoje o teste de tolerância à glicose: amostra de sangue em jejum à chegada, ingerir de enfiada uma garrafinha de um líquido doce, ter que ficar a aguardar por 2 horas para ser tirada nova amostra de sangue para análise, só podendo tomar água durante esse intervalo de tempo.
Confesso que, pelo que tenho ouvido, esperava que o tal líquido fosse bem mais doce e, por conseguinte, bem pior de ingerir! Desconfio é que a Maria deve ter passado pela sua primeira sugar rush a valer...
De resto, esta semana fui presenteada com hemorroidas - bem que esperava safar-me desta, apesar de saber que são comuns na gravidez. Sim, porque isto de estar grávida não é só barriga redonda e fazer comprinhas para o bebé.  Tenho tentado manter-me informada (o lema é estar preparada) e já descobri coisas que nem me passavam pela cabeça que podiam ocorrer! Muita coisa desconfortável e pouco agradável pode acontecer mas, como já partilhei aqui, sinto-me uma felizarda até agora! Mas hoje lá fui à farmácia e espero que isto passe logo pois não quero estar com hemorroidas na altura do parto. 
E depois, lá decidi tirar o resto do dia para mim :) Precisava descansar um pouco depois do exame pois sentia-me sem energias e ligeiramente estonteada e não me apeteceu estar a conduzir meia-hora para trabalhar apenas 4 horas... ainda mais numa 6ª Feira.
E cá fica a foto da praxe, da entrada nas 30 semanas - até me assustei! Tenho sempre a impressão de que fico com uma barriga bem maior nas fotos do que aquela que vejo ao espelho :)



Sunday, 23 June 2013

Mais uma semana que passou

Esta semana pareceu-me bem longa e senti-me especialmente cansada. Não sei se por ter sido a primeira semana inteira de trabalho após 2 semanas de férias ou se cansaço devido à gravidez ou por ter passado a semana em formação na empresa ou do calor e humidade intensos - ou talvez tudo junto.
Na 5ª Feira à tarde, quando cheguei a casa, fui direitinha para a cama tal era o sono! E só me levantei porque tinha aula de ioga...
Engraçado que no início desta aula, perguntaram-nos se tinhamos algumas queixas em particular que quisessemos partilhar, pois existem exercícios que podem ajudar a aliviar algumas dessas queixas. Inicialmente, ninguém se manifestou. Depois, alguém comentou que não consegue estar sentada por muito tempo, por mais confortável que seja a cadeira, pois fica com dores na zona pélvica. Depois, outra queixou-se de cãimbras. E outra da azia constante. Eu lembrei-me que não aguento estar muito tempo de pé pois também dá-me dores na zona pélvica. Começámos a rir pois, afinal, todas tinhamos "queixas" a fazer mas, no início, ninguém se lembrava de nenhuma. Comentei - e todas concordaram - que passado algum tempo acabamos por nos habituar a tudo isso e já achamos tudo "normal"!
Na 6ª Feira, depois no trabalho, fui ter ao centro de Utrecht com a Ulla - uma alemã com quem partilhei casa quando estudei no Sul da França. Temos mantido o contacto mas já não nos viamos há 12 anos! Foi bom rever a Ulla, que ficou cá em casa connosco e depois seguiu rumo a Amsterdão para visitar outra amiga.
E depois de um fim-de-semana chuvoso e cheio de vento, entramos na última semana de Junho... o tempo parece começar a passar mais rápido agora, especialmente se pensar que só faltam mais umas 10 semanas para conhecer a Maria! E se até agora dizia sempre que ainda tinha muito tempo, subitamente sinto uma urgência em ter tudo pronto para a chegada do bebé, em ir preparando o ninho...

Thursday, 13 June 2013

28ª semana e entrada no último trimestre

Entrei no 7º mês e também no último trimestre da gravidez.
Até agora só posso dar graças por este excelente percurso. Tirando cerca de 1,5 meses de enjoos durante o 1º trimestre (o que nem é muito comparando com outros casos) não tenho muito do que me queixar.
Fico com as pernas e os pés muito cansados após algum tempo em pé mas por enquanto não sinto os pés inchados. Noto que tenho mais daqueles inestéticos derrames nas pernas mas neste momento tenho mais em que pensar. O dormir é que já começa a se tornar algo desconfortável pois já não me viro tão bem na cama... e praticamente só posso dormir de um lado ou do outro - que falta de dormir de barriga para baixo!
De resto sinto-me relativamente bem e, por vezes, até me esqueço que estou grávida - até passar por um espelho ;)
Quanto a desejos na gravidez, às 28 semanas posso dizer que os meus "desejos" passam por um copo (ou vários!) de um bom vinho tinto acompanhado de uma tábua de queijos e presunto ou por um bife suculento!
Na 3ª Feira fomos a nova consulta de rotina com a verloskundige: a pressão arterial está óptima, apalpou-me a barriga e mostrou-me onde estava a sentir as costas da Maria e voltámos a ouvir o seu batimento cardíaco. Começo a pensar que esta pequena está sempre de costas e de cabeça para baixo! No início de Julho vou fazer nova ecografia para avaliar, entre outros, o crescimento do feto mas já começo a duvidar se vai ser desta que vamos ter a certeza absoluta do sexo do bebé!
Ah, e também já temos (finalmente e após muita confusão e chaves erradas) a chave da nossa arrecadaçao aqui no prédio - pelo que já podemos começar a levar para lá toda a tralha desnecessária que temos na despensa e no 2º quarto e começar a dar forma ao quarto da Maria :)
Entretanto, e após muita pesquisa para encontrar um curso de aulas de preparação para o parto em inglês, e por conselho de outras Mães expats a viver em Utrecht, comecei hoje o curso de ioga pré-natal no Yoga Moves. Todas elas acharam os exercícios físicos e técnicas de respiração deste curso muito mais úteis durante o parto do que os exercícios das aulas "normais" de preparação para o parto. Só sei dizer que, no regresso a casa, sentia um alívio enorme nas costas - aqueles alongamentos fizeram-me maravilhas!
Hoje também voltei à MOHS Klinieken para uma consulta pós-cirurgia. O cirurgião (perfeccionista como todos os cirurgiões plásticos) informou-me que se eu quisesse, e meramente por motivos estéticos, podia voltar à clínica após o período de amamentação para uma pequena cirurgia a laser de modo a "aplanar" a pequena cicatriz que ficou no nariz (sinto uma leve "crista" quando passo o dedo) - mas como o aspecto da cicatriz ainda vai ir se alterando ao longo do próximo ano, não tenho muita pressa quanto a isso e logo veremos.
Outra coisa que ele me informou (e que estranhamente não me foi dito pelo cirurgião na Madeira após a primeira cirurgia) é que, no caso de um carcinoma, o procedimento de rotina é ir a consultas de prevenção, a cada 6 meses, durante os próximos 3 anos - onde serão verificados os meus (muitos) sinais espalhados pelo corpo. Ele já os analisou nesta consulta - e felizmente está tudo bem - pelo que agora volto lá para nova consulta de rotina no final do ano.

Saturday, 8 June 2013

Ibiza :)

Após um Inverno longo e rigoroso, estávamos mesmo a precisar de sol e de temperaturas amenas!
Queria ir à Turquia mas o passaporte do jeitoso expirava este mês e decidimos escolher um destimo europeu. O jeitoso sempre quis assistir ao famoso pôr-do-sol no Café del Mar e foi assim que Ibiza surgiu como destino para estas férias - as últimas férias a 2 durante os próximos anos e, de certa maneira, as primeiras a 3 :)
Engraçado que, enquanto vivia na Madeira nunca me passaria pela cabeça sair duma ilha para ir passar férias noutra ilha. Mas quando chegámos a Ibiza, pelas 6h da tarde, e saí do aeroporto dei por mim a chorar! Culpem as hormonas da gravidez, eu sei lá. Só sei que de repente vejo-me ao sol, sob um céu bem azul e sem vento frio! Tudo aquilo a que não tivémos direito nos últimos 6 meses...
Quanto a Ibiza em si, só posso dizer que era mesmo aquilo de que estávamos a precisar! A temperatura estava perfeita, a rondar os 21ºC-22ºC (que eu também não tolero temperaturas muito altas), rendemo-nos logo à simpatia calorosa dos espanhóis - aquela tão típica dos países do Sul - e assim que os abordávamos em castelhano (e não em inglês como a maioria dos turistas) o sorriso abria-se ainda mais e prontificavam-se logo a dar-nos indicações dos melhores lugares para comer, os melhores sítios a visitar. Sim, após mais de 1 ano de Holanda, sentimo-nos em casa em Espanha! E como é bom voltar a perceber a língua falada à nossa volta!!
Optámos por ficar em Sant Antony de Portmany e foi mesmo a melhor escolha. Alugámos um carro e tivémos oportunidade de conhecer algumas das melhores praias da ilha como Cala Bassa, Cala Comte, Cala Tarida, Cala Vadella, Cala de Sant Vicenç, Portinatx ou a de Sta. Eulària. Conhecemos também algumas localidades mais rurais, como Santa Agnès de Corona e Sant Mateu d'Aubarca e ainda a capital, Eivissa. Visitámos também o Mercadillo Hippie de Las Dalias, em Santa Eulària des Riu.










Assistimos várias vezes ao fantástico pôr-do-sol no Café del Mar, situado na Sunset Strip em Sant Antony e só então entendi que a essência daquele momento não era apenas a beleza da paisagem mas todo o ambiente que se vive ali naquela última hora do dia antes do sol se pôr, onde tanta gente, de diferentes partes do mundo, se reúne e celebra mais um dia que se passou.







Quanto à famosa noite de Ibiza e às discotecas, chegámos à conclusão de que ou vamos a Ibiza para a noite ou para o dia... não há bolso que aguente ambos! As entradas não são nada baratas e, na verdade, só tinha interesse mesmo em conhecer o Pachá. Mas face aos preços (cerca de 70€ por pessoa) e tendo em conta que dado o meu estado actual não estava para aguentar lá uma noite inteira, essa ideia já tinha caído por terra... até que surgiu a oportunidade de irmos ao Pachá for free - e assim poupámos 140€! :)
Não sei muito bem o que a Maria achou da música no Pachá - foi uma sensação um pouco estranha pois sentia as batidas da música na barriga!







E por falar em barriga, também houve a comida fantástica com as famosas tapas e a paella entre outros - e recomendo restaurantes muito bons como a Mesón Abad, o Don Quijote, o Es Verro, o Kasbah ou o Boucala.





No meio de tudo isto (como se já não fosse bom o suficiente) ainda nos encontrámos com o Mark, um antigo colega de trabalho de Londres que já não viamos há uns 5 anos e que actualmente é DJ e produtor.
A Maria também portou-se bem durante as férias todas e comecei a senti-la ainda com mais frequência e intensidade nesta semana. Penso que a parte dos vôos talvez tenha sido um pouco estranha para ela devido à pressurização - sentia-a a mexer muito durante as descolagens!
Mas cá estamos os 3 de volta a uma Holanda que resolveu receber-nos cheia de sol :)
Estas férias foram perfeitas mas também gosto sempre da derradeira parte boa das férias: a sensação agradável do regresso a casa, ao nosso canto e às nossas coisas. E agora toca a desfrutar destes dias de sol que se fazem sentir por toda a Holanda!