Wednesday, 30 December 2015

Some creative stuff

Lembro-me de um dia a minha Mãe ter tirado do "baú das recordarções" trabalhos meus da altura da creche: desenhos e pinturas, colagens com conchas do mar...
Em todos havia sempre um sol amarelo a sorrir :) Gostei de rever aquela parte da minha infância que já havia esquecido.
E hoje colecciono religiosamente tudo o que a Maria traz da creche e espero também poder mostrar-lhe todos os trabalhos e pinturas daqui a uns anos.
Ficam aqui alguns feitos em 2015:

Halloween 2015:

Sinter Klaas 2015:

Natal 2015:




Tuesday, 8 December 2015

Bilíngue

Sempre soubémos que a Maria acabaria por ser, no mínimo, bilíngue com toda a facilidade.
Em casa falamos em Português e a língua Holandesa está presente em quase tudo o resto que a rodeia, salvo algumas excepções, onde o Inglês impera.
Já antes de completar 1 ano de idade, percebemos que ela comprendia praticamente tudo o que lhe diziamos rm Português.
Com o aproximar do 2° aniversário, vieram as palavras soltas em Português, a junção de 2 palavras, depois frases construidas com 3 palavras...
Mas nunca tivémos muita certeza do nível de Holandês da Maria. Na creche informam que ela compreende o que lhe dizem, que sabe expressar o que quer ou não quer; em casa, quando se põe a tagarelar em mariês, por vezes percebemos que é, na verdade, Holandês pela entoação e sons.
Mas no fim-de-semana deixou-me boquiaberta quando estava com um pé em cima da nossa cama, a fazer um esforço descomunal para subir, e solta um "Ik kan niet" a olhar para mim!
Esta coisa de não dominarmos melhor a língua do país onde vivemos é lixada. Especialmente nesta fase.
Mas de qualquer maneira deixou esta Mãe aqui surpresa pela positiva e orgulhosa :)

Monday, 7 December 2015

Do fim-de-semana e dos planos que foram pelo cano abaixo e de como é bom ter amigos

Ora este fim-de-semana tinha tudo para ser excelente. Tinhamos amigos que vinham passar o Sábado connosco e iam ficar cá em casa a olhar pela Maria para que tivéssemos uma noite para nós. E no Domingo à tarde íamos à festinha do 1° aniversário da filha de outro casal de amigos.
Ora, no Sábado ao fim da tarde, quando estávamos a nos arranjar para sair, a Maria começa a ficar meio estranha e acaba vomitando. Imenso. O que será que tem? Não costuma vomitar. Das outra vezes em que isto aconteceu foi uma virose...
Daí a pouco parecia estar bem... Ficámos indecisos... O ânimo para sair de casa foi diminuindo. Lá continuamos a nos arranjar, ainda sem ter decidido se iamos mesmo sair ou não.
Daí a pouco, nova golfada de vómito. Inspeccionámos a "amostra" (quando nos tornamos Pais acabamos a inspeccionar de tudo e mais alguma coisa!) e deparámos com passas inteiras! Aquelas passas que o Sinterklaas trouxe e que a Maria comeu de uma só vez de manhã - sem as mastigar! Estava visto que não era virose mas por esta altura Maria estava cansada e sonolenta e só queria o colo da Mãe.
Acabámos por voltar a mudar de roupa e ficámos por casa pois ela acabou por comer um pouco de canja e não sabiamos se aquilo ia aguentar no estômago. Mas não íamos dar a noite por perdida! Tinhamos boa companhia, Maria estava a dormir, fui comprar vinho, pizzas para o jantar - e acabou por ser uma boa noite.
A Maria acabou por passar bem a noite mas fui "castigada" de alguma maneira porque aquele vinho deu-me uma dor de cabeça do caraças... e no Domingo acabei por não conseguir ir à festinha de aniversário - até quando eu falava a minha voz soava demasiado alto! Fiquei triste por não ir...
Pensei em ir à rua dar uma volta por ali e apanhar ar fresco - talvez ajudasse. Voltámos para casa com uma árvore de Natal natural. A Maria dormia. Quando acordou tinhamos acabado de decorar a árvore e ela colocou a estrela no topo :)
A dor de cabeça, essa, só passou por completo ao início da noite. 


The Holidays are coming... :) 

Já desde criança, muito pequena mesmo, que não tinha uma árvore de Natal natural. Não é um dos nossos pinheiros (não é um pinheiro, ponto), não deixa aquele aroma tão característicopela casa que lembra logo a Natal, mas é a nossa árvore de Natal e foi bom ter companhia para decorá-la.
A Maria já começa a se interessar pelo presépio (ou pelo menos pelo bebé no presépio) e eu conto-lhe uma história muito resumida do bebé Jesus que está a fazer nana na caminha, com a Mamã e o Papá ao lado, e os 3 Reis Magos que vieram trazer prendas ao bebé que acabou de nascer. 
E aos poucos vai começando a lembrar a Natal :)

Saturday, 5 December 2015

Sinterklaas

Manhã do dia do Sinterklaas.
Tomamos o pequeno-almoço e vamos ver se o Sinterklaas passou durante a noite e deixou alguma coisa nas meias que deixámos penduradas na véspera.
Não deixámos nenhuma cenoura para o cavalo porque a Mãe não tava para trazer um saco cheio de cenouras com rama do supermecado que depois não ia usar... mas para o ano vamos tentar fazer as coisas mais certinhas.


O pequeno-almoço foi tomado a usar 
o chapéu de Zwarte Piet que a Maria fez na escola

A Maria encontrou na meia uma caixinha com plasticina de várias cores e moldes para cortar a plasticina, um saquinho com kruidnoten (das kruidnoten que trouxe para casa da creche), um balão e uma caixinha com passas (que ela comeu de uma só vez logo de seguida).
E depois lá foi toda contente brincar com as novas cores de plasticina disfarçada de gato :)



Thursday, 3 December 2015

Girls night out

Desta vez decidimos ir jantar ao Marmaris na zona de Bijlmer, junto à Arena.
A comida é boa, com pratos bem servidos (impossível sair de lá com fome!), o ambiente é agradável, os preços razoáveis e os funcionários são simpáticos. Recomenda-se o restaurante e espero lá voltar.
Mas o melhor de tudo, como sempre, foi a companhia :)



Saturday, 28 November 2015

Sábado com Sol, a Maria e amigos

Sábado. Maria acorda e tomamos o pequeno-almoço pelas 8h-8h30. Um colega de trabalho do jeitoso que mora em Haia tinha proposto irem a um museu de carros que fica em Haia. Está uma manhã de Sol (!) Pego na Maria e toca a sair de casa.
Está um vento frio e chuvisca um pouco. Não muito agradável para estar na rua e ainda pra mais a miúda tem andado com tosse.
Apanhamos o tram que passa na nossa rua e vamos até ao Café Giraf. Chegamos lá e em vez do child friendly café deparo com um pub. Ligo à Carolina para me socorrer - ah, afinal o Café Giraf já fechou. Porreiro!
Mas a Carolina salva a manhã e sugere o Café Belcampo que fica a uns minutos dali e também tem um espaço para os mais pequenos. Obrigada Carolina!!
Voltamos para trás e lá encontramos o De Hallen; às tantas avisto a biblioteca e cá de fora já dá para identificar o café.
A princípio a Maria não se sente muito à vontade para estar sozinha no "cantinho" das crianças mas depois vence a timidez. Brinco com ela também.


Tosta de queijo para o almoço - we're getting very Dutch!...


Entretanto, uns amigos vêm ter connosco e trazem o pequeno Afonso - a Maria já tinha saudades deles :)



Fotos da Carla :)
Como devem facilmente concluir pelas fotos, voltámos a cortar-lhe a franja em casa.....

Foi uma manhã bem passada! Voltámos para casa pouco depois das 14h (já passada a hora da nana...) e a Maria adormeceu quase que instantaneamente no carrinho pouco depois de termos saído de lá.
Como o tempo continua agradável, faço o percurso de volta para casa a pé.
Chegámos a casa, lanchámos e voltámos prá brincadeira.
Entretanto o jeitoso chegou a casa.
Foi um dia bom.
Foi um dia em que dediquei o meu tempo à minha filha.
Há sempre coisas para fazer e nem sempre dou tanta atenção à Maria quanto gostaria - especialmente depois de ter voltado a trabalhar...
Mas hoje fui toda dela :)

Wednesday, 25 November 2015

Cedi!

Esta manhã cedi à súbita descida de temperatura que se sentiu esta semana e estou a usar leggins por dentro das calças.
É demasiado frio, minha gente! Já não me lembrava disto...

Thursday, 12 November 2015

São Martinho

Ontem foi noite de celebrar o Sint Maarten e viam-se crianças com lampiões feitos pelas mesmas, indo de porta em porta a cantar as canções típicas da época. Em troca recebem chocolates e outros doces.
Ora a Maria também fez um lampião de papel na creche e vinha com ele pelo caminho no regresso a casa.
Parámos para comprar pão e a senhora da caixa, que já nos conhece, ofereceu-lhe um chupa-chupa.
A Maria aceitou sem lhe prestar muita atenção. Ainda nem tinhamos chegado à rua e ela já está a dar-me o chupa, tal como lho entregaram - não lhe achou piada e não lhe apetece estar a segurar naquilo.
Ahh... doce inocência!...

E ainda por cima é dos que têm pastilha elástica!

Tuesday, 3 November 2015

Da semana passada

O jeitoso teve que ir a Edimburgh e passou lá a maior parte da semana. Finalmente regressou na Sexta.
Para além da correria constante (pois entre os dois faz-se tudo melhor), nestas alturas prevalece um certo sentimento de solidão - só nos temos uma à outra nestes dias.
A Maria sente logo a falta do Pai. Entre ir buscar a Maria à creche e deitá-la na cama, vou sempre falando com ela e faço o meu melhor por brincarmos um pouco, entre pôr o jantar ao lume, pôr uma maquina de roupa a lavar e dar-lhe o banho. Mas não se compara às brincadeiras com o Pai - ela sente-lhes a falta, sente-lhe a falta. Logo na primeira manhã em que ele não estava, pegou no meu telemóvel enquanto estava sentada na nossa cama, e começou a "falar" com o Pai numa longa conversa em "Mariês" onde ouvi a palavra "Mamã" pelo meio...
Na Sexta, como chegou cedo, o jeitoso foi à peixaria que temos perto de casa e preparou um jantar que me fazia esquecer que estávamos na Holanda - tão bom poder ir comprar peixinho fresco ali ao lado!



Não deu tempo de decorar a casa para o Halloween no Sábado mas ainda fiz um cheesecake de abóbora para lembrar a altura do ano - nunca tinha feito cheesecake mas ficou aprovado :)


Graças a Deus não tivémos que comer isto sozinhos! A Sofia e o Carlos vieram jantar connosco e acabaram ficando lá por casa, pelo que foi um fim-de-semana passado em boa companhia :)

Saturday, 24 October 2015

Tá feito

Vendemos o carro.
Já falávamos há algum tempo em vendê-lo e comprar outro, que obrigasse a pagar menos em impostos e mais pequeno.
O nosso carro foi uma excelente compra na hora certa, comprámo-lo mesmo antes de nos mudarmos de Amsterdão para De Meern - a bagageira espaçosa deu um jeitão com as mudanças, foi o ideal para caber o carrinho da Maria que era giga-enorme e ainda cabia imensa coisa. O carro consumia pouco e era confortável ao conduzir.
Mas a verdade é que, desde que regressámos para Amsterdão, temos lhe dado pouco uso.
Para dizer a verdade, por esta altura já viamos mais o carro como uma despesa do que como uma utilidade/necessidade.
Nos últimos tempos, por exemplo, usámo-lo em meados de Setembro para ir à Bélgica, já este mês para ir buscar e deixar a Mãe e o irmão do jeitoso ao aeroporto, para ir a Utrecht no fim-de-semana passado e pouco mais do que isso. De resto, tem estado parado. Nem sequer para ir às compras pois temos tudo tão perto de casa.
Eu vou deixar a Maria à creche e vou para o trabalho de bicicleta ou de transportes públicos. O jeitoso também vai para o trabalho de transportes públicos. Se vamos dar alguma volta ao fim-de-semana, idem aspas. E estamos bem servidos de transportes públicos nesta zona!
Por isso, decidimos fazer uma experiência e cumprir apenas 50% do plano: não vamos comprar já outro carro.
Queremos dar um tempo e ver como nos saímos os 3 só de bicicletas e transportes públicos, bem ao estilo holandes ;)
E se quisermos dar um passeio maior num fim-de-semana podemos sempre alugar um carro por 1 ou 2 dias.

Wednesday, 14 October 2015

Sim, sou uma dessas

Daquelas mulheres que vêem de manhã no comboio ou no autocarro a se maquilhar.
Quando nos levantamos pela manhã, não gosto de fazer as coisas apressadas e de forma mecanizada com a Maria - gosto de ir falando e brincando com ela enquanto lhe troco a fralda e visto a roupa ou enquanto lhe preparo as papas (normalmente, o Pai faz uma coisa enquanto a Mãe já vai adiantando a outra).
Se há uns anos era do tipo de pessoa que simplesmente não falava ao acordar e que nem gostava que falassem muito comigo, que só começava a ser mais sociável um pouco depois de ter tomado o pequeno-almoço, com a Maria passei a acordar sempre com um sorriso e montes de conversa.
E aproveito todas as pequeninas oportunidades para um pouco de brincadeira ou miminhos. Claro que a maior parte dos dias já saio a correr de casa, a maldizer o tempo por não abrandar nos momentos bons.
E por isso acabo por me maquilhar no caminho para o trabalho (que é, por si, um "tempo morto" de qualquer maneira), optando por aproveitar todos os bocadinhos que tenho de manhã com a Maria - às vezes até conseguimos entrar na brincadeira os três :) E sim, aí ficamos todos atrasados mas, sinceramente, parece-me por uma boa razão!

Monday, 12 October 2015

Stereophonics live @ Paradiso

E o que e que eu faco quando passo o dia com uma enxaqueca?
Vou a um concerto dos Stereophonics, claro esta! Ou pelo menos fui ontem.
Ora, nos ja tinhamos os bilhetes comprados, ainda no balanco de aproveitar a presenca da avo da Maria. Decidi que nao ia deixar uma dor de cabeca estragar os planos. Fui, mas custou tenho que admitir. O som demasiado alto, as luzes, os assobios no final de cada musica...
Enfim, ainda nao tinha estado no Paradiso e gostei do espaco em si. E os Stereophonics sao uma boa banda para se ver ao vivo.


Sunday, 11 October 2015

Cocktails & Burgers

Ora, quisémos aproveitar que tinhamos a avó e o tio cá e decidimos sair à noite com alguns amigos (oportunidade rara já que não é fácil termos quem fique com a Maria à noite). Já andava há algum tempo para ir ao Getto, um bar gay que fica no Red Light District e, como eles próprios se descrevem: "The sort of place you could visit once or three times a week wear full leathers, dress up dress down, or bring your mom." 
Pelas reviews que encontrei os hambúrgers lá são óptimos e os coktails também. Infelizmente fizeram uma pausa nos shows de drag queens (o Getto Glam variety show) durante o Verão e ainda não os recomeçaram.
Mesmo assim, os cocktails são mesmo bons e os hambúrgueres, mesmo já tendo comido melhores, são bons e fogem um pouco ao vulgar (o meu, por exemplo era de carne de cordeiro com pistachios).
Demos uma volta pelo Red Light District e depois fomos bater ao Kings Cross, na mesma rua do Getto, para um último copo.





Friday, 9 October 2015

Do sentimento de gratidao

Acho que apenas mencionei isto aqui assim por alto mas nos temos algumas pessoas a quem estamos imensamente gratos por tudo o que fizeram por nos desde que a Maria nasceu.
Nao e apenas o facto de nos terem ajudado – porque eles vao dizer logo que nao foi nada – mas ainda mais por se terem prontificado logo a ajudar-nos, de genuina boa vontade, por vezes fazendo ate mais do que aquilo que estavamos a pedir, e em algumas situacoes quando nem estavam a gozar da melhor saude.
Isto aconteceu quando ainda estavamos em De Meern mas tambem ja depois de nos termos mudado para Amsterdao.
E hoje, ao saber que uma amiga esta novamente gravida, senti-me feliz por eles e espero ter a oportunidade de poder retribuir de alguma maneira um pouco do muito que nos deram. Nao so a ajuda de que precisavamos naquela altura mas tambem uma certa sensacao de amparo, de nao estarmos completamente isolados e por nossa conta nesta nova aventura de sermos pais num pais que nao e o nosso.

Do fundo do nosso coracao, obrigada!

Wednesday, 7 October 2015

Felicidade é...

Mas afinal, quando cheguei a Amsterdão na Quarta-feira à tarde e fui buscar a Maria à creche, ela veio logo a correr para os meus braços mal me viu, com um grande sorriso de felicidade e a repetir “Mamã”.
Enchi-a de beijos e abraços. Não queria largá-la. Estava novamente com o jeitoso e a nossa filha. Estava completa outra vez. É isto que faz sentido.

Tuesday, 6 October 2015

O que é ser Mãe e profissional ao mesmo tempo?

É ter que se ausentar numa viagem em trabalho e esconder a saudade constante.
É responder num tom muito natural e desligado quando perguntam se a filha não sente a nossa falta para não parecer o sexo fraco.
É engolir em seco o nó que passa pela garganta quando dizem que a filha está com febre e carente porque sabemos que ela só quer um miminho extra, um colo onde se aconchegar, e não podemos estar lá para lhe dar nada disso.
É ficar a saber que o Pai também está adoentado e não podermos mandar as reunões ao ar e apanhar o próximo vôo para casa para cuidarmos das pessoas mais importantes na nossa vida.
É olhar com ar embevecido para todos os bebés e crianças que passam na rua.
É não poder dar-lhe um sorriso de bom dia nem aquele abraço de boa noite.
É sentir o corpo a reclamar pela falta de abraços e beijos e colo.
É a saudade do toque, do cheiro, de ver o sorriso e ouvir a gargalhada.
É ver quando temos uma brecha na agenda para irmos ao quarto do hotel fazer uma vídeo-chamada pelo Skype.
É engolir novamente em seco ao ler as mensagens do Pai:
- mas a Maria está meio chateada contigo: hoje perguntava-lhe: "Quem vem?" e ela "Tita"
- eu dizia que era a mamã - mas ela não repetia
E eu sei que é verdade - quando o Pai passa uma ou duas noites fora em trabalho, a Maria não lhe liga logo quando ele chega; faz questão de dar a entender que está magoada com a sua ausência.
Lembro-me de ter ido a uma entrevista para um emprego onde teria que viajar com alguma regularidade para os EUA - graças a Deus não fiquei com esse emprego!
Não sou do "stay at home kind of woman" mas tenho as minhas prioridades bem definidas e a minha família continua a ser a minha prioridade.

Monday, 5 October 2015

Esta viagem não começou nada bem...

Cheguei a Berlim à hora prevista... a minha mala é que não!
Resumindo: cheguei no Sábado ao início da tarde e a minha mala só foi entregue na Segunda-feira ao fim da manhã.
Depois, logo na primeira reunião de Domingo, dei com a mão no meu copo cheio de água que se espalhou pela mesa até chegar ao portátil da pessoa com quem estava a ter a reunião - parecia que estava num daqueles filmes de comédia que nos fazem rir pelos personagens serem tão desastrados!
Bem, mas voltando à mala (ou à ausência da mesma) e apesar de estar hospedada num hotel mesmo no centro de Berlim, às 18h (quando pude procurar alguma loja aberta, após a reunião que já tinha agenda) estava tudo fechado! E no Domingo também!
No Domingo, quando liguei para a companhia aérea para saber se a minha mala já tinha aparecido e a resposta foi negativa, disseram-me num tom muito encorajador para ir comprar roupa e maquilhagem e tudo o que precisasse à vontade - ora muito obrigada! Até ia, se não tivesse o dia cheio de reuniões e tivesse tempo livre para procurar alguma loja que porventura pudesse estar aberta.
Ainda assim, consegui comprar uma t-shirt de Berlim para dormir numa souvenir shop (as únicas que estavam abertas), 2 cuecas numa loja indiana que era uma souvenir shop ao estilo das nossas "lojas dos chineses" em Portugal (lindíssimas! cheias de renda, a 1,50€ cada...) e alguns produtos de higiene pessoal no único supermercado que encontrei aberto.
Após as primeiras reuniões na Segunda-feira de manhã, assim que tive oportunidade escapuli-me até à Zara que ficava mesmo ao lado do hotel para comprar algumas peças de roupa - sim, porque andava desde Sábado com o mesmo par de calças, camisola e casaco! - quando me ligam do hotel a dizer que a minha mala tinha acabado de ser entregue. E pronto, lá se foi a renovação do vestuário à pala da KLM...

Saturday, 3 October 2015

EPCA 2015

Primeira viagem de trabalho. 5 dias e 4 noites. Primeira vez em 2 anos que a Maria vai acordar pela manhã e eu não estou em casa.
Esta semana que passou podia ter sido um pouco mais fácil. Na Quarta-feira, o jeitoso teve que ir à Suiça em trabalho e só regressou na Sexta-feira à noite. Entretanto, a Mãe e o irmão chegaram na Quinta-feira - dia negro para mim porque passei-o com uma enxaqueca e por isso não fui a melhor antitriã. E esta manhã, sou eu a ir para a Alemanha para participar na EPCA 2015 em Berlim - o grande evento anual da  European Petrochemical Association - regressando na Quarta-feira à tarde. Já no avião e ocorre-me que esqueci-me de trazer um pijama. Porreiro...



Friday, 2 October 2015

Da sensacao de impotencia

Creio que uma das piores coisas que uma Mae pode sentir, e nao estar fisicamente capacitada para cuidar dos filhos.
Isto aconteceu-me, por exemplo, quando a Maria ainda nem tinha 3 meses e fiz a penultima cirurgia ao nariz - nem podia me baixar para pegar na minha filha, se a deitava ao meu lado na cama nem podia virar-me para ela pois tive que dormir numa posicao meio sentada durante uma semana.
E acontece de cada vez que tenho uma enxaqueca (as minhas fieis companheiras), como ontem. Por muito que queira, nao consigo atender a todas as necessidades da Maria, nem mesmo quando as vezes ela so quer um pouco mais de atencao. Faco um esforco enorme por falar pacientemente com ela, para que nao se sinta frustrada nem comece uma birra - porque ai entao tudo piora.
Nao me sinto uma boa Mae nestas alturas. Alias, nao sou boa companhia para ninguem; tenho a nocao de que estou sempre de ma cara (pela dor constante na cabeca, nao por falta de boa vontade) e so quero me enfiar num quarto escuro, no silencio. Algo dificil quando temos uma crianca casa. E um parceiro a quem tambem queremos dar atencao.
E entao sinto-me impotente e imensamente triste por nao me sentir capaz de dar o melhor de mim.
Enfim, um desabafo...

Tuesday, 29 September 2015

Girls night out

Ontem foi dia do gajedo se encontrar após o trabalho para um copo... ou dois ou três.
Encontrámo-nos na Centraal Station e ficámos ali por perto, a beber sangria e vinho.
Engraçado que estas noites começaram por contar só comigo e com a Cátia, ainda em Utrecht, no último Inverno - lembro-me que estava a nevar.
Entretanto chegou a Sofia.
Da última vez que nos reunimos, já em Amsterdão, a Sandra já cá estava e juntou-se a nós.
E ontem já fomos 5 pois a Carla, cunhada da Sandra, também mudou-se para cá neste Verão.
Engraçado também é que somos todas da Madeira! :)

Monday, 28 September 2015

Totally in love

Não é mesmo minha intenção tornar nisto num blog sobre a minha filha mas estou mesmo completemente apaixonada por aquela miúda :)
Pronto, só queria partilhar isto já que ela agora está na creche e, como ainda não tem telemóvel, não posso ligar-lhe só para lhe dizer o quanto a amo e o quanto me faz feliz!

Na manhã após a festa de aniversário,
a brincar com os brinquedos novos
(e com o sorriso típico das fotos)

Sunday, 27 September 2015

Do fim-de-semana

Sol!
No Sábado ao fim da manhã pegámos nas bicicletas e fomos ao WesterGas Terras, no Westerpark, onde nos encontrámos com a Oana, o Nico e a pequena Claudia.
Já não viamos a Claudia desde Dezembro do ano passado, quando ainda tinha poucas semanas!


Regresso a casa minado por um pneu furado na minha bicicleta - tivemos que deixar a bicicleta por lá, voltei para casa de autocarro com a Maria ao colo (que entretanto tinha adormecido) e o jeitoso regressou na bicicleta dele.
O Carlos e a Sofia chegaram à tarde para passarem o fim-de-semana connosco e fazerem um pouco de babystting.
Ainda terminei a decoração do bolo de aniversário do jeitoso (que fez anos na 2Feira passada) e cantámos os parabéns.
Ao fim do dia, deixámos a Maria a ser apaparicada pelos babysitters e fomos tomar um copo ao Kolbat, antes de irmos jantar.


Ora, descobri que ia decorrer um evento neste fim-de-semana, organizado pelo IAmsterdam,  "24H Zuid/Zuidoost". Um dos restaurantes que participava no evento ia ter Late Night Dinner & Jazz, o que parecia ter tudo para nos proporcionar uma noite excelente... O conceito era diferente - criaram um restaurante na cantina de uma escola que tinha fechado, daí onome Old School Restaurant e nessa noite havia música jazz ao vivo.
Acho que deixei-me encantar demasiado depressa pelas fotos que vi online do restaurante e dos pratos que serviam... não sei porque cargas d'água mas por ser uma noite "especial" só serviam um único prato que consistia em bife com batatas fritas e salada - e deixem-me que vos diga que já comi bifes melhores em casa! O que nos safou foi a escolha do vinho pelo jeitoso - um belo Borsao Bole.
Bom, mas sem entradas, nem sobremesa, nem sequer um pãozinho...  só sobrou o vinho para beber... e o estômago a sentir-se ludibriado... excusado será dizer que saimos de lá com fome e com o vinho a subir-nos a cabeça!
Enfim, o que salvou a noite foi mesmo a música ao vivo, o vinho e a companhia - bem que nos fartámoa de rir nessa noite (bendito vinho!).
No Domingo, novamente um dia cheio de Sol, fomos almoçar com o Carlos e a Sofia a Leidsenplein e ainda demos umas voltas pela cidade antes de eles regressarem a Utrecht.
Fim-de-semana bem passado, sim senhores! E a Maria divertiu-se tanto! :)

Saturday, 19 September 2015

It's a Butterfly party!

Esta ano a festa de aniversário da Maria teve um tema, algo de que ela gosta, uma das primeiras palavras "difíceis" que ela diz graças a uns autocolantes que a avó Zé lhe trouxe e que colámos no muda-fraldas: borboletas!
Continuo a me recusar a entrar na "loucura" das festas de aniversário temáticas em que compramos de tudo e mais alguma coisa para a decoração e afins - a Maria continua a ser muito nova para isso. Este ano, ela pareceu começar a gostar desta coisa dos aniversários, de cantar os Parabéns e bater palmas e apagar velinhas.
Vi muitas ideais fantásticas no Pinterest mas havia era falta de tempo para colocá-las em prática. Mesmo assim, consegui concretizar algumas.
Como o tempo por cá é muito instável em Setembro (ok, é instável durante todo o ano, têm razão...), náo quis arriscar ir para o parque e acabámos por fazer a festinha em casa - se bem que acabou por estar um belo dia de sol!
A maior parte dos nossos amigos conseguiu estar presente; houve ali uns momentos com a pequenada a correr pela sala, acho que se divertiram todos a brincar uns com os outros, e até a pequena Lia deu os primeiros passos sozinha nessa tarde :)
Como neste apartamento ja temos forno, este ano dediquei-me a fazer o bolo de aniversário da Maria. Queria um bolo simples, não demasiado doce - afinal, o bolo era para a Maria. E claro, tinha que ter forma de borboleta! Mais uma vez, o Pinterest deu-me umas ideias engraçadas e acho que até ficou giro.
Espero que todos tenham gostado, nós adorámos a vossa presença, a companhia, os dois dedos de conversa. Obrigada por terem vindo e por terem proporcionado à Maria uma tarde cheia de diversão e um aniversário "em família" :)




















Tuesday, 8 September 2015

Gefeliciteerd Maria!

Parabéns filha pelo teu 2° aniversário!
2 anos de ti - não podia estar mais feliz por te ver crescer, desenvolver, sentir os teus abraços e partilhar as tuas gargalhadas.
A tua presença nas nossas vidas é uma benção e espero estarmos a teu lado por muitos anos.
Que tenhas uma infância feliz e que a felicidade, o amor, a saúde e o sucesso te acompanhem ao longo da vida :)



Tuesday, 1 September 2015

Das mudancas na creche

Enquanto a creche em De Meern tinha 2 grupos horizontais (ambos com criancas entre os 3 meses e os 4 anos), esta tem 2 grupos verticais (um que compreende idades entre os 3 meses e os 2 anos e outro entre os 2 e 4 anos).
Nesta nova creche comecaste no grupo dos mais pequeninos pois acharam que a tua adaptacao seria mais facil.
Embora ja brinques quase desde o inicio com os meninos mais crescidos no patio, esta semana, em vesperas de completares 2 anos, comecaste a passar parte do dia na sala dos meninos maiores e este, a partir da proxima semana, sera o teu grupo.
Esta manha, quando me vinha embora da creche e olhei para ti filha, sentada a mesa com mais 4 meninos a comer paozinho, parecias tao pequenina ao lado deles, a olhar com curiosidade para as brincadeiras que faziam a mesa...
Enfim, esta semana subimos mais um degrau. Tenho a certeza que vais dar-te muito bem neste grupo. Um beijo filha.

Monday, 31 August 2015

Os 2 primeiros meses de regresso a Amsterdão, aqui e ali...

Aproveitando os fins de tarde de Verão, e o facto de termos o Erasmuspark ao virar da esquina, por vezes quando chegávamos do trabalho/creche íamos até ao parque relaxar e brincar um pouco antes de virmos para casa.





Há fins-de-semana em que vamos até ao parque infantil do Erasmuspark onde a Maria é capaz de ficar 1 hora a brincar com a areia.





Jantar no Miss Korea, um restaurante-grill koreano.




Picnic no Amsterdamse Bos.