Sunday, 28 February 2016

Birthday girl

Durante o fim-de-semana continuámos a celebrar o meu aniversário - I'm a lucky girl :)
No Sábado à noite, a Sandra e o Cristiano vieram fazer babysitting (vocês são uns queridos, obrigada!!) e fui jantar fora com o jeitoso. Foi tudo surpresa, não fazia ideia onde íamos.
Então, o jeitoso começou por levar-me a jantar ao Vlaming, um bistrô muito acolhedor, com comida deliciosa e serviço excelente.
De seguida, fomos assistir a um show de improvised stand-up comedy pelo Boom Chicago - adorei! Foi divertido, fartámo-nos de rir, e já tinha saudades de assistir a um show assim. Obrigada jeitoso!


Como não deu para estar com o pessoal todo na Quarta-feira, hoje à tarde ainda nos reunimos com vários amigos no Radion, a tal discoteca que também é restaurante durante o dia e que ainda tem uma sala dedicada às crianças aos Domingos.





Foi excelente estar com a maior parte dos meus amigos que estão cá. Para mim, aniversário é isto: é poder partilhar e celebrar com a família e amigos tudo o que alcancei ao longo dos anos, quem sou hoje e a imensa sorte que tenho em ter estas pessoas presentes na minha vida. Obrigada a todos por terem vindo!

Wednesday, 24 February 2016

My last thirty-something birthday

Dia do meu aniversário. Normalmente, iria meter férias e tirar o dia para mim. Este ano não precisei de fazer isso.
A chatice de fazer anos a meio da semana é que todo o mundo está a trabalhar. Mas mesmo assim passei bem o dia e terminei-o ainda melhor.
Começámos o dia os 3 com brincadeira na cama. Depois do jeitoso sair para o trabalho, fui deixar a Maria à creche. Saímos de casa e estava uma manhã com sol. Quando saí de creche, começou a cair granizo! Isto no espaço de 20 minutos...
Fui dar uma volta pelas lojas, apetecia-me mimar-me com roupa nova. Quando dei por mim, estava a comprar roupa para a Maria... Paguei e segui para a próxima loja. Comecei então a ver roupa para mim e saí de lá satisfeita com as minhas compras.
Vim para casa fazer um bolo mas desta vez não me saiu bem - não sei o que se passa mas os meus bolos andam meio "problemáticos" ultimamente...
Falei com a família pelo Skype. Mais para o fim da tarde, fui apanhar a Maria à creche para irmos jantar com o Pai. Uns amigos juntaram-se a nós depois do trabalho. Acabou por ser um serão bem passado, em boa companhia :)


Sunday, 21 February 2016

Actividades de um Domingo de manhã

Domingo de manhã. Chuva e vento forte lá fora. Maria acorda perto das 8h. Bem que precisava dormir nem que fosse mais uma horinha. Tomamos o pequeno-almoço. Ainda estou meio a dormir mas preciso pensar rápido nalguma coisa para entreter a miúda. Decido que vamos fazer um centro de mesa para a Páscoa - um bocado cedo, bem sei, mas foi a primeira coisa que me ocorreu. Vou buscar a caixinha do craftwork e o saco com as coisas que vou salvando de irem para o lixo porque penso que ainda pode dar para fazer algo com aquilo (embora não faça idea o quê). Saiu algo assim:


Depois ainda fui buscar uns autocolantes e passámos alguns tempo a fazer "colagens". Adoro estes autocolantes: são baratos; a Maria aprende nomes de animais, meios de transporte, ou qual seja o tema dos mesmos; também são óptimos para o desenvolvimento motor (antes eu tinha que tirar os autocolantes e por vezes ajudá-la a colá-los no papel de tão pequenos que alguns eram mas agora a Maria já consegue fazer isso tudo sozinha) e associação de ideias. Hoje ela escolheu os animais:


Os primeiros autocolantes vieram num saquinho de lembranças da festinha de aniversário de um coleguinha da creche. Eram autocolantes de carros, motas e aviões e pensei que a Maria não fosse ligar àquilo. Afinal interessou-se imenso e passámos um  serão agradável a colar os autocolantes e a aprender palavras novas: 


Friday, 19 February 2016

Da 1ª semana oficialmente "em casa"

Houve playdate com o Afonso e a Lia cá em casa. Febre que ia e voltava. Muitas noites em que se dormiu pouco e mal. Mãe adoentada. Ida ao médico para se certificar que não se tratava de nada mais grave com ambas.
Ida ao Belcampo - estava imenso frio, eu não me sentia nada bem, mas estava decidida a não passarmos outro dia enfiadas em casa. E foi uma excelente decisão: o ambiente lá estava calmo, com música chill-out, tinha poucas crianças, brincámos, relaxámos...


E para terminar a semana, fomos finalmente experimentar uma aula de música para crianças em Osdoorp. A Carolina já tinha falado várias vezes nestes encontros semanais mas nunca tinha a oportunidade de ir com a Maria. Lá, encontrámos o Sebastião, o Afonso, a Lia e respectivas Mamãs. Foi muito bom, tocámos diferentes instrumentos musicais, cantámos e dançámos. A Maria estava meio acanhada ao início mas aos poucos lá se foi ambientando. 

Foto tirada pela Carla

Mas pronto, esta primeira semana não correu bem como a tinha imaginado - mas também nada corre exactamente como planeado quando temos crianças; o melhor é ter um plano de modo a evitar o tédio geral e depois deixar-se levar pela maré.

Sunday, 14 February 2016

Do 2° longo fim-de-semana sem o jeitoso

Já há algum tempo que o jeitoso tinha combinado ir esquiar neste fim-de-semana com uns colegas de trabalho.
Então eu já tinha começado a fazer alguns planos para o fim-de-semana, para mim e para a Maria... que foram sabotados por uma febre que lhe apareceu na 5ª feira, depois de já termos chegado a casa da creche.
E pronto, como toda a gente que tem filhos sabe, com crianças não dá para fazer planos com muita antecedência...
Sexta foi o pior dia, com temperaturas a roçar os 40ºC... a dada altura, a meio da tarde, tive que metê-la debaixo do duche a ver se lhe baixava a temperatura corporal. Mesmo assim, quando acordou da naninha que ainda conseguiu fazer depois do almoço, das primeiras coisas que disse foi que queria fazer um bolo! A minha pequerrucha... lá fizémos um bolo juntas. Fiz-lhe quase todas as vontades, dei-lhe todos os mimos. Ao menos desta vez estava em casa para poder cuidar da minha filha; não tinha que ir a lado nenhum, estava ali só para ela.
No Sábado pareceu-me ligeira e pregressivamente melhor, a febre demorava mais a aumentar. A Sofia veio visitar-nos e passou a tarde connosco - uma querida.
A noite de Sábado para Domingo foi, finalmente, melhor. Diria quase boa. A febre não voltou. Enquanto brincávamos aos pulos na cama, avistei-lhe uma pontinha branca a sair de uma gengiva - foram os dentes outra vez... Bom, ao menos não se tratou de nenhuma virose.
Mas justamente quando a Maria melhora, o tempo piora. Chuva o dia todo e até nevou no Domingo... Já estávamos ambas fartas de estar em casa.
Enfim, não foi um fim-de-semana fácil. O jeitoso chegou à noite. Amanhã é um novo dia.
Ah, sim... Nós não celebramos o dia de S. Valentim. Nem aniversário de namoro, já agora (aliás, nem sabemos ao certo em que dia comecámos a namorar - só sabemos que foi em finais do mês de Outubro). E se me perguntarem há quantos anos estamos juntos, a resposta não me salta assim da ponta da língua, tenho que pensar um pouco e fazer contas para trás no tempo.

Thursday, 11 February 2016

A última semana

Hoje é oficialmente o meu último dia de trabalho. Como ainda tinha uns dias de férias de 2015 para tirar, mais os dias a que tinha direito deste ano, trabalhei até 3ª feira da semana passada e deixei para tirar uns dias para moi-même. Os últimos dias em que trabalhei na empresa foram stressantes e cansativos; queria deixar a parte administrativa o mais actualizada possível mas surgia sempre alguma coisa para me interromper. Enfim, fiz o que pude com o tempo que tinha.
Então e o que tenho feito nos últimos dias? - perguntam vocês.
Ora, aproveitei para descansar (obriguei-me, literalmente, a passar quase um dia inteiro "de sofá", a ver um filme e a surfar na net - algo que não fazia há uns anos!); noutro dia resolvi fazer manicure e pedicure; noutro ainda fui levar uma massagem; fui à Decathlon comprar uns ténis novos e roupa para o ginásio; e tenho aproveitado para fazer algumas arrumações e alterações cá em casa, aquelas para as quais nunca tinha tempo porque os fins-de-semana passavam sempre rápido como um foguete.
A melhor parte disto tudo, é que estou a ter a oportunidade de dedicar mais tempo à Maria. No último ano, em que voltei a trabalhar, passei tão pouco tempo com a minha filha... E isso sempre me entristeceu e deixou com um sentimento de culpa bem lá no fundo. Mas nestes dias, temos podido acordar ao nosso ritmo, sem pressas. Há tempo para ficarmos na brincadeira na cama antes de nos levantarmos. Não precisamos de sair de casa numa correria para a creche, a stressar logo de manhã. Não, levamos o nosso tempo. E com a Maria voltei a aprender a abrandar o ritmo, a fazer as coisas com calma, a não estar numa constante corrida contra o tempo.
E posso ir buscá-la mais cedo à creche, vimos para casa e fazemos o jantar juntas, o Pai chega e há mais tempo de qualidade em família, brincamos juntos, lemos uma história... 
Oh sim, desde que soube que ia ficar sem emprego, consegui logo ver o copo meio cheio - tenho tentado olhar para os aspectos positivos que esta mudança está a trazer para as nossas vidas.
Não quero com isto dizer que estou feliz da vida com o rumo dos acontecimentos. A partir de amanhã estou oficialmente desempregada e espero encontrar novo emprego dentro dos próximos meses - sim, porque eu não sei ficar "em casa" por muito tempo. Mas até lá, vou tentar aproveitar esta "pausa" da melhor maneira possível.

Monday, 8 February 2016

Do tempo

Que ventooooo!!
Não me considero uma pessoa propriamente leve e sinto-me a ser empurrada pelo vento quando vou a andar na rua de tão forte que é!
Não sei como é que esta gente ainda consegue andar de bicicleta assim... Acho que se levasse com uma rajada de vento destas de lado ia logo ao chão!

Maria vai à Dam

Hoje os meninos da sala da Maria iam à Dam ver as celebrações do Ano Novo chinês.
Vão nestas "carroças"... de tram. Nem sei como conseguem entrar com aquilo no tram! E eram 3 no total!



P.S. - afinal as comemorações do Ano Novo Chinês foram canceladas devido ao mau tempo... Mas lá eles foram passear e divertiram-se na mesma!

Do longo fim-de-semana sem o jeitoso

O jeitoso foi ao UK em trabalho. Foi num vôo na 5ª feira após o trabalho e só regressou no Domingo à noite.
A Maria sentiu imenso a falta do Pai. Mais do que estava à espera, até. Esqueci-me que já está mais crescida e já tem mais noção das coisas. Mas como já estava a contar com isto, na 5ª feira ao fim do dia voltei a lhe explicar que o Pai tinha ido no avião mas que voltava e fizémos juntas um desenho com o Pai e o avião e as 4 nanas que faltava a Maria fazer até o Pai voltar no avião para a Maria.
Talvez seja um pouco cedo para ela ter esta noção do passar do tempo através do número de nanas mas foi a única coisa que me ocorreu - e todas as manhãs, quando chegávamos à cozinha, riscávamos uma nana. Às vezes, assim do nada, ela ia até ao sítio onde colámos o desenho e voltava a dizer o número de nanas que faltava, fazendo o mesmo número com os dedinhos...

Vá lá... não gozem dos meus dotes artísticos;
a Maria percebeu o desenho! :P

Entretanto, no Sábado de manhã fomos até à quinta que tem aqui perto de casa ver o porco, os periquitos, as galinhas, as cabras, os poneis e as cabras. Fiquei com a ideia de que estamos a criar uma "menina de cidade" - a Maria tinha medo de se aproximar de tudo, até dos periquitos! Creio que nos descuidámos um pouco desta parte... Quando morávamos em De Meern íamos de vez em quando à quinta onde criavam cabras, chegámos a ir à quinta pedagógica que tem lá perto e suponho que tinhamos mais contacto com a Natureza e outros animais. Aqui à volta, o que não faltam são quintas pedagógicas mas a bem dizer a verdade ainda não fomos a nenhuma - tenho que dar um jeito nisso. Não quero que a minha filha cresça como uma colega minha da universidade , da Figueira da Foz, que só a certa altura é que descobriu que as galinhas não "vinham" das prateleiras dos supermercados.
Enfim, seguimos para o parque infantil que fica mesmo ao lado e onde a Maria fartou-se de andar de baloiço. Estava frio. Regressámos a casa, almoçámos cedo e siga fazer uma nana.
Depois da Maria ter acordado, fomos visitar o Afonso e os pais que acabaram de se mudar para Diemen. Muita brincadeira, muita correria pela casa, acabámos por ficar para o jantar; mais correria pela casa... Regressámos já tarde; Maria foi para a cama já perto das 21h30, já muito além da hora do costume, sempre a repetir enquanto lhe vestia o pijama que não queria fazer nana - chegou à cama e nem piou mais...
Mas nem por isso acordou mais tarde no dia seguinte (you wish, Angela...)
No Domingo, tinha combinado um brunch no Vandaag com os pais da Marisa e do Sebastião. A Maria e Marisa mataram as saudades uma da outra :) Comeram os 3 juntos à mesa enquanto os pais iam pondo a conversa em dia - e eu, sendo a única mulher à mesa que não estava grávida e após 3 dias e 3 noites só com a Maria, bebi muito Prosecco porque achei que merecia :P

As M&M's... juntas de novo!
Quanta alegria houve aqui :)

Olhem só para estes 3!
Fotos do Papá Sander

Voltámos para casa, a Maria adormeceu pelo caminho e dormiu mais umas 2 horas quando chegámos a casa! - estava visivelmente cansada destes 2 dias.
Quando acordou, ainda fizémos um bolo de cenoura juntas (bem diz o Pai que não sei estar parada...) antes de começar a fazer o jantar. Foi uma tarde mais calma e caseira que também é preciso.